BM-RS deflagrou Operação Nacional Maria da Penha

Atualizado: há 3 dias

Em decorrência da Operação Nacional Maria da Penha – Defenda a Mulher, a Brigada Militar empregou 2.523 policiais militares para realizarem ações de policiamento ostensivo (preventivo e repressivo), em 382 municípios gaúchos, no período de 20 a 29 de agosto.


A Operação Nacional Maria da Penha – Defenda a Mulher tem por objetivo o fortalecimento das ações de fiscalização das medidas protetivas de urgência, visando prisões pela constatação do descumprimento, e a redução dos indicadores de feminicídios e violência doméstica e familiar contra a mulher.


No decorrer dos 10 dias de operação, foram empregados 521 policiais militares especializados e 1.114 viaturas. A ação resultou em 1.038 visitas às vítimas em situação de vulnerabilidade.


No total, 1.079 mulheres foram atendidas na operação. Sendo 213 atendimentos de violência doméstica e 60 prisões realizadas pelo mesmo motivo. Os policiais militares ainda acompanharam 785 Medida Protetiva de Urgência, resultando em 18 prisões por descumprimento e 20 ações para intimação de MPU.


Neste período, a Brigada Militar recebeu 285 chamadas relacionadas a ocorrências de violência contra a mulher e realizou 321 despachos para o atendimento de ocorrências.



Fonte: Comunicação Social BMRS


Atualizado em 20/09 às 16h40.