BM-RSForças de segurança desencadeiam segunda etapa de ação integrada de combate à exploração sexual

Na noite desta quinta-feira (12/05), a força-tarefa integrada com os órgãos da Secretaria da Segurança Pública (SSP), além da participação do Ministério Público Estadual, e do Poder Judiciário, em parceria com a União, desencadeou a segunda etapa das ações de combate à exploração infantojuvenil. A ofensiva, iniciada no dia 02 de maio, já resultou na prisão de 34 pessoas, além de uma vítima de exploração sexual resgatada.



Foram realizadas nove fiscalizações e abordagens em Porto Alegre, além das ações no interior do Estado. Um homem foi preso em flagrante pelo crime de favorecimento à prostituição de adolescente, em Carazinho. Na ação, coordenada pela Delegacia de Polícia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), sob comando da delegada Heládia Ane Zanchet Cazarotto, com participação da Brigada Militar, uma menina de 17 anos, natural do Paraná, foi localizada trabalhando na casa noturna da qual o homem, de 61 anos, é proprietário. Sem familiares na cidade, a jovem foi encaminhada ao abrigo municipal.

As atividades desta quinta também se integraram à Operação Parador 27, coordenada pelo Ministério da Justiça e da Segurança Pública (MJSP) para fomentar em todos os Estados a realização de ações em alusão ao Maio Amarelo, mês dedicado ao alerta da sociedade sobre o combate à exploração sexual infantojuvenil.

Na última terça-feira (10/05), já em diligências ligadas à segunda etapa da operação, a Polícia Civil, através da 1ª Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente, coordenados pela delegada Eliana Parahyba Lopes, prendeu uma mulher de 35 anos pela prática de exploração sexual infantojuvenil e fornecimento de drogas à adolescente. A suspeita aliciou sua filha, de 14 anos, que fazia programas e usava drogas, obrigada pela mãe. As atividades criminosas teriam ocorrido em fevereiro e março deste ano. A suspeita também encontrava-se foragida do sistema prisional e já respondeu inquérito por fato semelhante.

Na manhã de quarta-feira (11/05), a PC, com apoio da Brigada Militar e Instituto-Geral de Perícias cumpriu sete mandados de busca e apreensão na Capital e um em Gravataí de combate ao armazenamento, produção e compartilhamento de pornografia infantojuvenil na Internet.

Três suspeitos foram presos em flagrante. Ainda houve a apreensão de equipamentos utilizados na prática delituosa, como computadores, notebooks, tablets, smartphones e dispositivos de armazenamento digital. Em um dos alvos, foram apreendidos mais de 1.500 vídeos e arquivos de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. Em outros dois locais foi encontrado vasto material pornográfico infantojuventil pelos peritos do IGP, mas o suspeito não se encontrava no local no momento das buscas, para autuação em flagrante. As investigações que levaram as ofensivas desta semana iniciaram há aproximadamente oito meses.

Desde o início de maio, mais de 700 servidores de Segurança Pública foram empregados nas fiscalizações de 260 locais e na abordagem de mais de 2.800 pessoas. Também foram verificadas 183 denúncias.

Texto: Lurdinha Matos/SSP Edição: Carlos Ismael Moreira/SSP