Com planejamento e governança, MS se prepara para controlar e combater incêndios florestais


As ações de prevenção e combate aos incêndios florestais no Pantanal e outras regiões de Mato Grosso do Sul estão mobilizando o Governo do Estado, com coordenação da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) e Corpo de Bombeiros Militar. Com apoio de sindicatos rurais, prefeituras e organizações ambientais, a meta é concentrar esforços na prevenção, com mais coordenação e resposta rápida.


Ao declarar emergência ambiental por 180 dias e criar um plano de manejo integrado do fogo pode evitar eventos extremos como os que ocorreram ao longo de 2020, o Estado antecipou-se ao período climático crítico devido ao prolongamento da seca no Pantanal. A Semagro lançou um plano de ações planejadas que, pela primeira vez, integra todos os setores envolvidos – bombeiros, produtores rurais, comunidades ribeirinhas, Ministério Público e ONGs.


Colocando todo seu efetivo em estado de alerta, o Corpo de Bombeiros iniciou a primeira etapa do plano, que consiste no trabalho de treinamento e formação de novas brigadas nas propriedades rurais e núcleos de comunidades tradicionais, além do levantamento da logística para garantir acessos por terra a regiões isoladas e monitoramento constante das áreas críticas. O propósito é tornar possível uma ação efetiva em caso de incêndios.


“Além dos investimentos do governo em aquisição de equipamentos e contratação de horas de voo, é fundamental a ação do Corpo de Bombeiros na capacitação dos trabalhadores rurais e ribeirinhos para atuarem na prevenção ao fogo e a integração com as ONGs que já contam com suas brigadas”, afirma Jaime Verruck, secretário da Semagro. “Estamos trabalhando na prevenção e criando uma estrutura muito forte para o combate e responsabilização ao fogo.”


União para evitar o pior

A iniciativa inovadora de criar um plano de manejo ao fogo, segundo Verruck, já surte efeitos, com o Imasul recebendo pedidos para aplicação dos métodos como mecanismo de prevenção nas áreas privadas, que se estendem também às unidades estaduais de conservação. Nesta semana, a Semagro lança a campanha “Pantanal Sem Cinzas”, um alerta à sociedade de mais um ano crítico e a importância de se evitar novo desastre ambiental e econômico.


O secretário destaca a participação do setor rural ao plano, por meio da Famasul, citando que o Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) também estará atuando na capacitação dos trabalhadores rurais e ribeirinhos como brigadistas. “Teremos uma ação mais coordenada este ano, sabendo dos riscos da propagação do fogo no Pantanal e outras regiões em razão da seca, e o mais importante, com governança e foco na prevenção”, observa Verruck.



Leia mais no site do Governo do Estado: http://www.ms.gov.br/com-planejamento-e-governanca-ms-se-prepara-para-controlar-e-combater-incendios-florestais/ Fonte: Comunicação Social do CBM - MS