top of page

PMRO PARTICIPA DE OPERAÇÃO CONTRA EXTRAÇÃO ILEGAL DE MADEIRA EM RESERVA INDÍGENA


A Polícia Militar do Estado de Rondônia, por meio do Batalhão de Polícia de Fronteira e Divisas – BPFRON e Batalhão de Operações Especiais -BOPE, participou de operação em conjunto com a Polícia Federal, Ministério Público Federal, Exército Brasileiro, Ibama e Conselho Tutelar, e foi realizada nesta quarta-feira (23) na região de Guajara-Mirim.

A operação denominada ORO ORO, visa combater o crime de extração ilegal de madeira na reserva indígena Igarapé-Lage.

Segundo investigações, um grupo criminoso vinha extraindo madeira ilegalmente da reserva, gerando um impacto financeiro estimado em mais de R$ 6.279.090,00, contabilizando somente o valor do dano ambiental gerado no local, sem considerar o valor de comercialização da madeira.


A área desmatada alcança 673 hectares, volume que corresponderia a mais de 50 estádios do (Maracanã)/RJ. O grupo chegou a criar um corredor de ponta a ponta da reserva, além de construir pontes e casas no local.


Na ação extrativista ilegal, eram empregados adolescentes em situação análoga à escravidão, os quais eram mantidos nas proximidades e levados diariamente para trabalhar na extração de madeira.


Durante a operação, foram destruídas diversas cabanas usadas para a prática ilícita, bem como algumas pontes usadas para escoar as madeiras cortadas. Tamanha a estrutura de uma delas, foi necessário o emprego de explosivo em sua inutilização, ação está realizada pelo Batalhão de Operações Especiais – BOPE.

コメント


bottom of page