Polícia Militar de Sergipe conclui 9ª edição do Curso de Operações Policiais em Área de Caatinga

Na manhã da última sexta-feira, 10, a Polícia Militar de Sergipe encerrou mais uma edição do Curso de Operações Policiais em Área de Caatinga (Copac), na Zona Rural do município de Poço Redondo. O curso de especialização foi promovido pela Companhia Independente de Operações Policiais em Área de Caatinga (Ciopac).


A nona edição do curso teve início no dia 1º deste mês, com uma turma de 50 alunos previamente selecionados, composta por integrantes das policias Militar, Civil, Rodoviária Federal e do Bombeiro Militar. A solenidade de encerramento aconteceu na última sexta-feira, 10, no município de Poço Redondo, localizado no Sertão do estado, onde aconteceu a maioria das atividades do curso.


Na ocasião, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Marcony Cabral, comentou sobre a importância de especializar os integrantes das Forças de Segurança para atuarem no sertão sergipano. “Tenham a certeza que enquanto esses homens envergarem essa farda, o crime não prevalecerá no Sertão. Os nossos irmãos sertanejos podem ficar tranquilos, pois os guerreiros da caatinga estarão dia e noite trabalhando pela segurança de todos”.


Durante o período do curso foram ministradas instruções teóricas e práticas sobre as seguintes disciplinas: Características Operacionais da Área de Caatinga; Primeiros Socorros; Ofidismo; Técnicas de Nós e Amarrações; Técnicas de Confecções de Macas; Combate Rural e Patrulhamento na Caatinga; Orientação e Navegação; Marchas na Caatinga; Busca e Salvamento; Tiro Policial; Operações Ribeirinhas; e Técnicas de Sobrevivência.


As atividades foram desenvolvidas em duas fases, sendo a primeira na sede do 4º BPM, em Canindé do São Francisco, com duração de três dias, conhecida como fase de adaptação. Em seguida, a segunda fase, conhecida como fase de instruções práticas, ocasião em que as atividades foram deslocadas para uma fazenda situada na Zona Rural do município de Poço Redondo.


Devido às características do curso, realizado com rusticidade e intensas atividades práticas, desenvolvido em um dos ambientes mais inóspitos do mundo, que é o bioma de caatinga, apenas dez bravos guerreiros de caatinga tiveram êxito na conclusão do curso e conseguiram superar as dificuldades impostas por esse tipo de ambiente.


“Aqui, a nossa maior batalha é contra nossos próprios limites. Quando superamos as dificuldades, aprendemos a ser perseverantes, a ter honra e disciplina. Por isso, esse curso se torna uma experiência única na minha vida”, explicou o primeiro colocado do Curso, soldado Gregório da Polícia Militar.


Fonte: Assessoria de Comunicação da PMSE