Policiais Militares do Acre formam em Curso de Motopatrulhamento Tático no Ceará



O Policiamento em duas rodas apresenta seus diferenciais e exige do profissional uma extrema habilidade na condução do veículo, para atender com agilidade, flexibilidade e precisão as ocorrências. Com o intuito de aprimorar seus conhecimentos, dois policiais militares do Acre concluíram na última sexta-feira (11) o Curso Especial de Policiamento com Motocicletas, da Polícia Militar do Ceará (PMCE).


O local escolhido para formação dos novos “Cavaleiros de Aço” – como são conhecidos os policiais formados nos Cursos de Motopatrulhamento Tático do Brasil – foi o Comando de Policiamento de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas RAIO, da Polícia Militar do Ceará - PMCE.


Com uma doutrina policial construída ao longo de 17 anos, a unidade é uma das referências do país na capacitação dos profissionais de Segurança Pública.



Com duração de 42 dias, iniciado ainda no começo de maio, o curso foi dividido entre instruções teóricas e práticas de: Pilotagem Tática de Motocicletas, Técnicas Policiais Especiais, Tiro Policial Defensivo, entre outras, aliadas a carga física e psicológica.


Nem mesmo a distância de casa e da família foram obstáculos, para que os soldados: Roberto Viana e João Vinicius, fossem o primeiro e o segundo colocados, respectivamente, do curso.


Com 29 anos de idade, o soldado Viana entrou na Polícia Militar em 2019 e desde sua formação tem atuado na Companhia GIRO/PMAC. Para ele, ter instruções em uma unidade que é referência no país é um diferencial para sua carreira. “O RAIO é referência em Motopatrulhamento Tático (MPT), com mais de 17 anos de história. Fazer esse curso foi muito importante, pois recebemos conhecimentos daqueles que já aperfeiçoaram, a partir da vivência, a sua doutrina”, destacou o policial.


Para o soldado J. Vinicius, 23 anos, o curso será fundamental na sua atuação profissional. “Por sermos da Companhia GIRO, já atuamos com motocicletas e, agora, com o conhecimento adquirido no curso, podemos atuar com mais segurança e eficácia, usando as técnicas de pilotagem e abordagem aprendidas no curso”, disse o militar.


A Companhia GIRO, da Polícia Militar do Acre (PMAC), tem buscado a capacitação de seus profissionais, e muitos deles já se formaram em outras Escolas de Motopatrulhamento Tático do Brasil, como nas Policias Militares de São Paulo, Goiás e também em turmas anteriores no Ceará.


Fonte: Assessoria de Comunicação da PMAC.


Atualizado em 21/06 às 20h41.

Posts recentes

Ver tudo

PMPI realiza operações ostensivas em Corrente

Nesse fim de semana, o Comando de Policiamento dos Cerrados realizou operações em sua área, nos turnos da manhã, tarde e noite, com o objetivo de garantir a segurança da população. A ação contou com o