Novos quartéis dos Bombeiros Militares vão ampliar atendimento a mais de 85 mil sul-mato-grossenses



Com o avanço das obras de construção dos quartéis de Bela Vista, Bonito e Rio Brilhante, o Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul vai potencializar o atendimento de emergência no interior beneficiando diretamente mais de 85 mil habitantes. Em parceria com as prefeituras, o Governo do Estado investe mais de R$ 5 milhões nos três quartéis.

Porta-voz da Corporação, o tenente-coronel Leandro Arruda explica que o plano de expansão dos Bombeiros tem foco na melhor prestação de serviço público de emergência. “O objetivo é fazer com que a corporação atenda o maior número de cidades do nosso Estado. É uma política de Governo, que quer levar segurança para toda a população”, conta.

O crescente número de ocorrências de incêndios florestais, o aumento do tráfego de veículos em rodovias e a necessidade cada vez maior de transporte de pessoas faz com que o atendimento especializado dos militares seja essencial em todo o Estado, avalia o porta-voz.

“Hoje vivemos uma realidade diferenciada em relação às ocorrências. São muitos casos de incêndios florestais, casos de covid, de transportes, acidentes, malha viária aumentando e muitos municípios registram acidentes de trânsito. Ou seja, a importância da Corporação nessas cidades é cada vez maior”.


Com o avanço das obras de construção dos quartéis de Bela Vista, Bonito e Rio Brilhante, o Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul vai potencializar o atendimento de emergência no interior beneficiando diretamente mais de 85 mil habitantes. Em parceria com as prefeituras, o Governo do Estado investe mais de R$ 5 milhões nos três quartéis.

Porta-voz da Corporação, o tenente-coronel Leandro Arruda explica que o plano de expansão dos Bombeiros tem foco na melhor prestação de serviço público de emergência. “O objetivo é fazer com que a corporação atenda o maior número de cidades do nosso Estado. É uma política de Governo, que quer levar segurança para toda a população”, conta.

O crescente número de ocorrências de incêndios florestais, o aumento do tráfego de veículos em rodovias e a necessidade cada vez maior de transporte de pessoas faz com que o atendimento especializado dos militares seja essencial em todo o Estado, avalia o porta-voz.

“Hoje vivemos uma realidade diferenciada em relação às ocorrências. São muitos casos de incêndios florestais, casos de covid, de transportes, acidentes, malha viária aumentando e muitos municípios registram acidentes de trânsito. Ou seja, a importância da Corporação nessas cidades é cada vez maior”.



Mesmo enfrentando cenário de desafios, Mato Grosso do Sul tem um dos melhores desempenhos em relação ao atendimento dos Bombeiros. “Em comparação ao número de cidades, nós já somos um dos estados com maior número de unidades de bombeiros proporcional. E a intenção é expandir esse atendimento, alcançar ainda mais o interior”, destaca.

Além de Campo Grande, o Corpo de Bombeiros conta com unidades instaladas estrategicamente em 28 municípios cuja localização facilita o tempo resposta e o deslocamento nas ocorrências e atividades de fiscalização.





Obras

Em Bonito, a construção do quartel está 77% concluída e tem R$ 3,1 milhões de investimento. Em Rio Brilhante, a construção de R$ 1,8 milhão tem 96% de execução e está na etapa final - mesma situação do prédio de Bela Vista, que recebeu mais de R$ 248 mil em recursos.

Nos últimos seis anos e meio, o Governo do Estado abriu quartéis dos Bombeiros em Sidrolândia, Nova Alvorada do Sul e Santa Rita do Pardo, melhorando o atendimento de emergência para quase 90 mil cidadãos.

Bruno Chaves, Subcom Foto capa: Construção do quartel de Bonito/Edemir Rodrigues/Arquivo