Proerd completa 20 anos e recebe nova sede em Aracaju

O Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência (Proerd) completou 20 anos em 2021 e passou a contar com uma nova sede, que está localizada na Escola Estadual Ministro Geraldo Barreto Sobral, no bairro Industrial, em Aracaju. A iniciativa desenvolve campanhas, atividades e projetos sociais, pedagogicamente estruturadas em lições, que são ministradas, obrigatoriamente, por um policial militar fardado, devidamente formado para o desenvolvimento das ações do Proerd. O projeto também propicia uma conexão na comunidade escolar em que atua, fortalecendo o elo entre a Polícia Militar, Escola e Família. A solenidade ocorreu na manhã da última quarta-feira (11), na nova sede do Proerd.


A coordenadora do Proerd, major Adriana Littig, explicou que o projeto atua de forma preventiva, orientando as crianças a fazerem escolhas responsáveis tanto no âmbito individual, quanto coletivo. “O Proerd tem como objetivo final fazer com que as crianças façam boas escolhas e que sejam seguras e responsáveis. Para isso, desenvolvemos alguns currículos. Temos para os pequenininhos, o principal para o 5º ano e também para o 7º ano. Os currículos dos 5º e 7º anos são compostos por dez missões”, ressaltou.


O Proerd já atendeu, apenas com o desenvolvimento dos currículos regulares, cerca de 84 mil crianças na capital e no interior do estado. A major Adriana Littig detalhou que as missões do Proerd trabalham diretamente com a realidade diária das crianças que passam pelo projeto. “Cada missão, que acontece uma vez por semana, apresenta situações com que as crianças passam e que trabalhamos o autoconhecimento, a responsabilidade, a comunicação. Isso tudo para que consigamos alcançar o objetivo final, que é o de fazer as melhores escolhas”, realçou.


A major Adriana Littig comemorou o aniversário do projeto reiterando a importância da nova sede. “Tivemos a alegria de fazer a inauguração da nossa nova sede. O local fica dentro de uma escola, então tem tudo a ver com o Proerd. Estamos muito felizes. Muitos desafios aconteceram ao longo dos 20 anos, mas ao final vemos que foi um saldo positivo. Eu sempre digo que a meta principal nossa é atingir os 75 municípios de Sergipe. É uma meta grande, mas a partir dela vamos conquistando até atingi-la”, celebrou.


A representante das escolas particulares, Vanderlisa Tânia, enfatizou a importância do projeto para o desenvolvimento social dos jovens. “O projeto é de suma importância. O Proerd tem feito um diferencial muito grande dentro das escolas levando uma palavra de paz e cidadania para que os jovens possam ressignificar suas vidas e também auxiliar na inteligência emocional de cada um deles”, reconheceu.


O coronel Carlos Rollemberg, representante do Comando da Polícia Militar, também destacou o projeto como importante iniciativa para melhoria da vida dos jovens. “É um instrumento de magnífica excelência que a Polícia Militar de Sergipe tem e que visa a prevenção das drogas no público juvenil. O projeto faz um trabalho de excelência, fazendo com que a mensagem de resistência às drogas seja implantada no coração de cada aluno, para que possa evitar o ingresso nesse mundo, que traz malefícios. O Proerd constitui uma iniciativa primordial para que tenhamos uma juventude fortalecida”, revelou.


A soldado Miriá Pereira é instrutora do Proerd. Ela demonstrou a importância do projeto como forma de atuação preventiva da instituição. “Ser instrutora do Proerd é uma honra, pois podemos contribuir com essa missão e deixar nossas crianças cada vez mais seguras, ensinando-as a serem mais responsáveis, através do nosso método de tomada de decisão. É uma missão honrosa e que nos deixa muito felizes ao sabermos que estamos contribuindo preventivamente para a segurança da nossa sociedade sergipana”, revelou.


O sargento Genivaldo dos Santos também é instrutor do Proerd. Ele demonstrou a satisfação em proporcionar um ambiente de acolhimento às crianças visando o bem-estar de toda a comunidade. “O trabalho sempre aparece com uma palavra, que se chama sucesso. O trabalho é realizado com amor, carinho e muita dedicação. Cada instrutor do Proerd sempre dá o seu melhor. Os desafios são muitos. Pretendemos atender o maior número de escolas para que nosso estado seja assistido para que todas essas crianças e adolescentes sejam atendidos pelo Proerd. Eu amo aquilo que eu faço”, concluiu.





Fonte: Assessoria de Comunicação Social da PMSE.


Atualizado em 18/09 às 15h13.

Posts recentes

Ver tudo

PMPI realiza operações ostensivas em Corrente

Nesse fim de semana, o Comando de Policiamento dos Cerrados realizou operações em sua área, nos turnos da manhã, tarde e noite, com o objetivo de garantir a segurança da população. A ação contou com o